Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 320 artigos encontrados em Entrevistas
 
 
Desafios da Nutrição:
 
1- O que são Normas e Guias Alimentares?

Normas e guias é uma forma de adaptar-se os conhecimentos científicos sobre a ingestão alimentar recomendada como referência em um instrumento que facilite a seleção e o consumo de alimentos nutritivos por todas as pessoas. Baseiam-se na utilização de alimentos habituais e tradicionais da população, sugerindo modificações que melhoram o seu valor nutritivo.


2- Quais são as etapas e os aspectos considerados para a sua elaboração?

Na elaboração de normas e guias alimentares para a população brasileira algumas etapas foram seguidas tais como: objetivos; definição; elaboração de normas/guias técnicos; caracterização do grupo, outras como: validação e ensaio; correção e ajuste; implementação e avaliação estão em processo de desenvolvimento.

Alguns elementos importantes foram considerados quando da elaboração de normas/guias alimentares para a população. Um destes elementos tem relação com o papel da nutrição, que deve ser promotora de desenvolvimento físico e mental. Da resistência às doenças, de melhor capacidade de trabalho etc. Atuando principalmente na garantia da qualidade de vida dos seres humanos. Fatores que são determinantes da nutrição: biológicos; comportamentais; culturais-antropológicos; sócio-econômicos; saúde pública: legislação, formação de recursos humanos.

Outro elemento importante das Normas/Guias Alimentares Brasileiras é quanto ao seu papel de instrumento metodológico do conhecimento científico em nutrição para o seu entendimento de toda a população.
Assim, as normas/guias alimentares devem conter mensagens claras e objetivas tanto para a comunidade científica, como para toda a população.

3- Quais os objetivos da validação nacional das Normas/Guias Alimentares?

A Validação é um processo que se aplica a uma amostra representativa da população com o objetivo de se conhecer o grau de entendimento que o grupo compreende sobre o que lhe é apresentado e proposto.
Neste estudo, foi avaliado a compreensão de nove normas/guias alimentares, considerando não só a clareza do conteúdo, como também a forma em que foram expressas.

O entendimento da mensagem pode ser comprometido por palavras desconhecidas ou de sentido ambíguo ou mesmo pela condensação de muitas idéias em na única mensagem.
Como referencial de análise, o estudo partiu de um levantamento dos valores e crenças mais gerais do público pesquisado sobre alimentação e nutrição, os seus “mandamentos”, buscando avaliar suas proximidades e distâncias em relação às normas/guias propostas.


4- Quais foram as normas avaliadas na validação nacional das Normas/Guias Alimentares?

  • Faça, pelo menos, as 3 refeições básicas cada dia e coma alimentos variados
  •  Beba leite todos os dias
  • Tome água várias vezes ao dia
  • Coma verduras, legumes e frutas todos os dias
  •  Coma menos açúcar e sal
  •  Arroz e feijão são alimentos essenciais, é importante comê-los
  •  Inclua pequena quantidade de carne vermelha ou branca em uma das refeições
  •  Use óleo apenas em pequenas quantidades e diminua o consumo de gordura
  •  Inclua pães, macarrão, batata, milho e farinha na sua alimentação.

5- Quais foram os resultados da validação das Normas/Guias Alimentares?

Resultados preliminares:

Algumas normas/guias transitam livremente. São normas/guias que implicam crenças e não deixam margens à dúvidas quanto ao seu valor. Por exemplo, quando se refer ao leite, frutas e legumes.
Outras normas/guias esbarram em crenças populares ou nos costumes/hábitos de classe, tal como os que se referem a açúcar/sal, aos carboidratos. Outro aspecto observado foi quando a condição financeira penetra como ruído no interior da mensagem, os resultados podem repercutir em geral no sentido negativo.

Finalmente, um terceiro grupo de Normas/guias que esbarram tanto em hábitos como em desinformações. É o caso das normas/guias relativos a óleos e gorduras e a carne.
Assim, as normas/guias alimentares apresentadas podem ser divididas em três níneis: normas/guias de consenso geral; normas/guias que afrontam preconceitos, necessitam agregar valor e normas/guias que afrontam hábitos, necessitam informação.

6- Como será a divulgação destas Normas/Guias para a população brasileira?

As Normas/Guias para a população brasileira serão divulgadas por meio do Desenvolvimento de Programas Educativos. Além disso, dando continuidade aos trabalhos o Instituto Danone pretende elaborar um ícone brasileiro e propor a sua validação junto à comunidade.

7- Que entidades estão desenvolvendo estas Normas/Guias?

O Instituto Danone tem o prazer de apresentar e colocar à disposição da comunidade brasileira, que trabalha na área de Alimentação e Nutrição, as Normas/Guias da Boa Alimentação para a População Brasileira, considerando que a sua a missão é ser um elo entre os pesquisadores envolvidos em alimentação e nutrição e os profissionais que trabalham no setor de saúde e educação.

A criação de Normas da Boa Alimentação para a população teve início em 1988 na Campanha desenvolvida pela Fundação Simpósio Brasileiro de Alimentação e Nutrição (Fundação SIBAN), incluiu princípios e representações gráficas, e fez parte da discussão do I Workshop do Instituto Danone que teve como tema central: Alimentação Equilibrada para População Brasileira - Pirâmide alimentar. Participaram do evento pesquisadores das diferentes regiões do Brasil, especializados na Área de Alimentação e Nutrição, os quais muito contribuíram com o seu conhecimento e experiência para o sucesso do Workshop.

Na etapa de Validação o Instituto Danone fez parcerias com universidades, por meio dos Departamentos de Nutrição e instituições de Pesquisa: Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Ouro Preto e Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia.

8- Em sua opinião qual será o maior desafio para a implantação a nível nacional desses guias?

Acreditamos que a sua utilização será bem aceita pela comunidade, pois a mesma entende a importância que uma boa Alimentação pode trazer para a saúde dos indivíduos.

 

 
Autores
 
Berezovsky, M. W.
 
Instituto Danone
 
 
Dutra de Oliveira, J. E.
 
USP/PR/SP - UNAERP/RP/SP - Instituto Danone
 
 
Moreira, E.A.M.
 
UFSC/SC - Instituto Danone
 
 
Portella, O. A.
 
Instituto Danone
 
 

 
Os autores estão em ordem alfabética.
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.