Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 108 artigos encontrados em Alimentos Funcionais
 
 
Atividade Anti-Helmíntica da Semente de Abóbora (Cucurbita Maxima).
 
Anthelmintic Activity Of Pumpkin Seed (Cucurbita Maxima).

Palavras-chave: Cucurbita maxima. Anti-helmínticos. Extratos vegetais.

Key words: Cucurbita máxima. Antihelmintics. Plant extracts.

RESUMO

Os índices de prevalência das parasitoses intestinais são elevados no Brasil, atingindo principalmente grupos populacionais de baixo padrão socioeconômico. As sementes de Cucurbita maxima são utilizadas na medicina tradicional devido principalmente a sua atividade anti-helmíntica. Objetivou-se realizar uma revisão da literatura a respeito da atividade anti-helmíntica da semente da abóbora (Cucurbita maxima). A partir de um levantamento bibliográfico nas bases de dados científicas considerando os seguintes descritores, ambos em português e inglês: “Cucurbita maxima”, “Atividade anti-helmíntica” e “Método alternativo”, obteve-se dezesseis estudos que foram incluídos nesta revisão. Diversos estudos comprovaram a atividade anti-helmíntica das sementes de abóbora em modelos animais, que destacavam os metabólitos secundários produzidos pela planta, tais como fitoalexinas, como os compostos responsáveis por esta atividade. Recomenda-se a realização de mais estudos, principalmente com humanos, que permitam o conhecimento da quantidade necessária de sementes de abóbora capaz de promover benefícios à população em geral.

ABSTRACT

The prevalence rates of intestinal parasites are high in Brazil, affecting mainly population groups of low socioeconomic status. The seeds of Cucurbita maxima are used by traditional medicine mainly due to their anthelmintic activity. The objective of this study was to do a review the literature on the anthelmintic activity of pumpkin seed (Cucurbita maxima). Based on a bibliographic survey in the scientific databases, considering the following descriptors, both in Portuguese and English: “Cucurbita maxima”, "Anti-helminthic activity” and "Alternative method", we obtained sixteen studies that were included in this review. Several studies have demonstrated the anthelmintic activity of pumpkin seeds in animal models, which highlight the secondary metabolites produced by the plant, such as phytoalexins, as the compounds responsible for this activity. It is recommended to conduct more studies, especially with humans that allow the knowledge of the necessary amount of pumpkin seeds can promote benefits to the general population.

 

 
Autores
 
Bárbara K.R.B.Alves; Leandra C.dos Santos; Antônio J.G.da Costa
 
Acadêmicos de Bacharelado em Nutrição (UFPI/CSHNB).
 
 
Dr. Gleyson Moura dos Santos
 
Nutricionista. Mestrando em Ciências e Saúde (PPGCS/UFPI). Pós-graduando em Fitoterapia Aplicada à Nutrição (UCAM).
 
 
Dr. Paulo Víctor de Lima Sousa
 
Nutricionista. Professor do Curso de Nutrição da Faculdade Maurício de Nassau – FAP Teresina. Mestre em Alimentos e Nutrição (PPGAN/UFPI). Pós-graduando em Fitoterapia Aplicada à Nutrição (UCAM).
 
 
Profa. Dra. Nara Vanessa dos Anjos Barros
 
Nutricionista. Professora do Curso de Nutrição (UFPI/CSHNB). Mestre e Doutoranda em Alimentos e Nutrição (PPGAN/UFPI). Pós-graduada em Nutrição Clínica e Funcional (UNIFSA).
 
 
Profa. Dra. Regina Márcia Soares Cavalcante
 
Nutricionista, Mestre em Ciências e Saúde e Docente do Curso de Nutrição da Universidade Federal do Piauí – CSHNB
 
 

 
Os autores estão em ordem alfabética.

Este artigo é um resumo. O artigo em sua íntegra pode ser encontrado na revista Nutrição em Pauta, edição Out/2018
 
Conteúdo Exclusivo para Assinantes
 
Este artigo possui a versão completa disponível no site. Se você possui uma senha de acesso preencha os campos do ítem Assinantes na parte esquerda do site.

Se você é um assinante da revista Nutrição em Pauta e não possui senha solicite já! Basta preencher os campos ao lado que enviamos
sua senha!
Solicite sua Senha
 
Nome Completo
 
E-mail CPF

 
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.