Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 
 
Mega Evento Nutrição 2020 - Nutrição em Pauta - Meliã Ibirapuera
Mega Evento 2020
Datas: 20 a 22 de ago
Local: Meliã Ibirapuera
São Paulo SP
Núcleo de Estudos - 2020 Genômica Nutricional: Conceitos e Aplicações na Prática Clínica
Datas: 07 de Março de 2020
Local: São Paulo - SP
Fórum Nacional - 2020 Atendimento Nutricional para praticantes de atividade física
Datas: 14 de Março de 2020
Local: Curitiba - PR
16º - Fórum Nacional - 2020 Atualidades em Nutrição para o emagrecimento e hipertrofia
Datas: 28 de março 2020
Local: Brasília - DF
Núcleo de Estudos - 2020 Fitoterapia no Emagrecimento, Diabetes e Hipercolesterolemia
Datas: 09 de Maio de 2020
Local: São Paulo - SP
Cardiologista do HCor fala sobre incidência de infarto em jovens
Quando se trata de doenças do coração, a falta de informação pode ser fatal.

Fisiologista do HCor aponta os riscos da desidratação em crianças durante o verão
Nos dias mais quentes, é preciso incentivar as crianças a ingestão de água, chás ou sucos naturais constantemente. Já os refrigerantes, entre outros tipos de bebidas industrializadas, devem ser evitados.
 
 

Três dúvidas sobre alimentação e câncer


De vilão a mocinho: nutricionista desmistifica as polêmicas sobre o glúten


13 mitos e verdades sobre treinos na academia


Corrida de Praia: Os Efeitos


Alimentação pré e pós-treino: o que consumir?


Aspectos Psicológicos dos Transtornos Alimentares


A Dieta pode se Associar com a Inflamação Subclínica e Fatores de Risco Cardiovascular


 
 
 

Ingestão de Vitamina E na Dieta e sua Relação com Marcadores do Estresse Oxidativo em Mulheres Obesas

RESUMO: Introdução: A obesidade está associada ao desenvolvimento de outras doenças crônicas e nas diversas alterações metabólicas, como o estresse oxidativo. Nesse sentido, estudos tem apontado a vitamina E como um nutriente importante na proteção contra espécies reativas de oxigênio. Objetivo: Avaliar a ingestão de vitamina E e sua a relação com marcadores do estresse oxidativo em mulheres obesas. Metodologia: Estudo caso-controle em mulheres obesas e eutróficas, com faixa etária entre 20 e 50 anos. A ingestão de vitamina E foi analisada pelo software Nutwin. Realizou-se medidas antropométricas, análises das concentrações plasmáticas de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (Tbars) e análise da atividade da enzima glutationa peroxidase (GPx). Resultados: Não houve diferença estatística significativa entre os grupos para a ingestão de vitamina E (p = 0,135). O estudo não verificou correlação significativa entre a ingestão de vitamina E e as concentrações plasmáticas de Tbars, bem como entre essa vitamina e a atividade da enzima GPx eritrocitária (p >0,05). Conclusão: A partir dos resultados deste estudo, pôde-se concluir que as pacientes obesas ingerem quantidades reduzidas de vitamina E. No entanto, não sugerem a participação desse micronutriente na proteção contra o estresse oxidativo.

 

Naturex inaugura seu primeiro laboratório de aplicação na América Latina
II Simpósio de Nutrição em Oncologia
Cozinha e Alimentação Escolar
Nota de Repúdio ao Uso Abusivo de Agrotóxicos no Brasil
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.