1872 artigos encontrados em Notícias
Estudos afirmam que o consumo de ovo na infância ajuda no desenvolvimento do cérebro

Um dos alimentos mais comuns no prato dos brasileiros, o ovo é também um dos mais ricos em termos nutricionais. Em suas diversas formas de consumo, ele tem vitaminas que ajudam a aumentar a imunidade e a desenvolver o cérebro.

O ovo apresenta em sua composição um composto de nutrientes como vitaminas do complexo B representados por tiamina, riboflavina, colina, vitamina B12, ácido fólico, piridoxina, biotina e vitaminas lipossolúveis A, D,E,K.

Para falar mais sobre este assunto, entrevistamos a especialista que dá mais detalhes sobre a importância do ovo na alimentação e como seus nutrientes são poderosos aliados para manter a saúde. Acompanhe:

1-Quais os benefícios do ovo para o cérebro?
O ovo é uma ótima fonte de proteína e apresenta em sua composição um composto de nutrientes, como vitaminas do complexo B representados por tiamina, riboflavina, colina, vitamina B12, ácido fólico, piridoxina, biotina e vitaminas lipossolúveis A, D,E,K. Além disso, contém os carotenoides luteína e zeaxantina e minerais, como ferro, selênio, magnésio, zinco que atuam não só no cérebro, mas no organismo como um todo.

2-Qual a ligação de cada nutriente para a saúde do cérebro?
As vitaminas do complexo B atuam de forma conjunta em reações bioquímicas para a produção de energia, e a tiamina, por exemplo, age como uma coenzima no fornecimento de energia, produção de aminoácidos e trabalha na síntese de acetilcolina. Já a colina é matéria prima para a produção de acetilcolina, um neurotransmissor relacionado à transmissão do impulso nervoso, coordenação e movimento. A colina tem uma importante função cerebral relacionada à memória.
O cérebro também necessita de ingredientes como ácido fólico, zinco, magnésio para a produção de neurotransmissores, como serotonina.

3-É verdade que o consumo de ovos ajuda na performance cognitiva?
O ovo é um alimento fonte de colina, uma vitamina do complexo B que apresenta ações relativas à cognição. A colina tem sua importância já na vida intrauterina, onde ocorre o fechamento do tubo neural e a formação de hipocampo relacionado à memória. Após o nascimento, ela tem um papel fundamental no desenvolvimento cerebral nos primeiros anos de vida, que pode estar relacionado à melhor cognição ao longo da vida.
Estudos mostram que a luteína e zeaxantina, carotenoides presentes na gema do ovo, estão relacionados à cognição, pois apresentam ação antioxidante na formação de radicais livres e protegem a bainha de mielina, estrutura composta por gordura que envolve a célula nervosa e favorece a transmissão do impulso nervoso entre o sistema nervoso central e todo o corpo.

4-A partir de qual idade uma criança pode consumir ovo?
A partir dos 6 meses de idade o ovo pode entrar na alimentação do bebê como parte da introdução de alimentos, na forma de papa e que vai sendo alterado com o desenvolvimento e crescimento da criança. Essas alterações de textura promovem o desenvolvimento oro faríngeo da criança e vai prepará-la para os hábitos e texturas da alimentação da família.

5-Qual o consumo ideal de ovos na infância?
A prática do consumo de uma boa alimentação é fundamental para garantir o crescimento e desenvolvimento da criança. De acordo com a RDA (Ingestão Dietética Recomendada), a ingestão de proteína varia de acordo com a faixa etária das crianças. Considera-se 1,1g / kg de peso para crianças de 1 a 3 anos e 0,95 g/ kg de peso para a faixa etária de 4 a 13 anos. O consumo de 1 a 2 ovos por dia é adequado, tendo em vista outras fontes proteicas da alimentação. É importante considerar que o ovo é uma importante fonte proteica, com uma diversidade de nutrientes que colaboram com o melhor estado nutricional. Além disso, o ovo é considerado “comida de verdade” e de fácil acesso.

6-O ovo ajuda no desenvolvimento dos ossos?
Quando o assunto é desenvolvimento ósseo, é importante destacar a importância da prática do exercício físico, combinado a uma alimentação equilibrada com verduras, legumes, frutas e composta por ovo, que contém vitaminas A, D, K, minerais como cálcio, magnésio, proteínas, que são nutrientes importantes para a formação óssea.
Estudo realizado por Coheley e colaboradores verificaram que existem evidências positivas entre o consumo de ovo e osso cortical em crianças saudáveis.

7-É verdade que crianças que incluem ovos na alimentação se tornam adultos mais altos?
Uma alimentação equilibrada pode atender as necessidades da criança e promover o seu desenvolvimento, mas não se pode afirmar que o ovo tem esta função ou apelo. Além da alimentação saudável, a genética tem a maior influência na estatura das pessoas.

Fonte
Dra. Lúcia Endriukaite - Nutricionista. Especialista em Fitoterapia pela Associação Brasileira de Nutrição. Nutricionista do Instituto Ovos Brasil

Contato

Endereço

Rua Cristóvão Pereira, 1626, cj 101 - Campo Belo - CEP: 04620-012 - São Paulo - SP

Email

contato@nutricaoempauta.com.br

Telefone

11 5041-9321
Whatsapp: 11 97781-0074

Nossos Patrocinadores