Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 171 artigos encontrados em Nutrição e Esporte
 
 
Efeitos da Desidratação no Rendimento Físico e na Saúde
 
As pessoas fisicamente ativas devem prestar atenção a sua hidratação. A desidratação tem efeitos negativos sobre o funcionamento do corpo, que vão desde pequenas diminuições no rendimento físico, até problemas por calor muito sérios que podem levar à morte.

Portanto se recomenda beber suficiente água e bebidas esportivas antes, durante e depois da atividade física. Por outo lado, é importante não exagerar na ingestão de líquidos, pois é possível beber água em demasia e ter problemas sérios de saúde. Por esta razão, a meta é tentar repor um volume de líquidos similar ao que se perde pela transpiração.

A maioria dos esportistas e das pessoas fisicamente ativas tem uma noção vaga da importância da hidratação. Algumas vezes tem escutado dizer que como o planeta terra está coberto em três quartas partes por água e como o corpo é mais ou menos três partes de água, então ele se deve se manter bem hidratado. Mas a lógica mostra que este último não se deriva do anterior, pois se poderia pensar que como seres humanos temos tanta água no corpo que só necessitamos ingerí-la ocasionalmente.

Assim, todo nutricionista ou fisiologista deveria saber que os processos metabólicos do corpo humano produzem água. Na realidade a hidratação é necessária porque a água é indispensável para múltiplas funções fisiológicas e o corpo perde a água mais rapidamente do que a produz. Isto é especialmente certo quando se trata de pessoas fisicamente ativas que praticam suas atividades em clima quente e úmido e perdem portanto muita água pela transpiração.

A transpiração é uma resposta fisiológica normal e importantíssima que tenta limitar o aumento da temperatura central colocando água na pele para sua evaporação. Entretanto se esta perda de líquido não é compensada com a ingestão de fluidos, ocorrerá um processo de desidratação, com a consequente deterioração da regulação da temperatura, do rendimento e possivelmente da saúde. O objetivo das pessoas fisicamente ativas é portanto dissipar o excesso de calor de maneira efetiva e ao mesmo tempo evitar a desidratação.
 

 
Autor
 
Prof. Dr. Luis Aragón
 
Ph.D. FACSM Senior Scientist, Gatorade Sports Science Institute
 
 

 
Os autores estão em ordem alfabética.

Este artigo é um resumo. O artigo em sua íntegra pode ser encontrado na revista Nutrição em Pauta, edição Nov/Dez/2001
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.