Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 132 artigos encontrados em Gastronomia
 
 
Damascos
 

Apricots

palavras-chave:. Damascos, vitamina A, vitamina E, B2 , vitamina C e licopeno

Keywords: Apricots, canned and dried, high in fibre

Resumo

Os damascos são umas das maravilhas pouco conhecidas do reino das frutas. Apesar de serem essencialmente uma fruta de verão, eles são facilmente encontrados, enlatados ou secos, durante o ano inteiro. Os damascos secos apresentam uma grande quantidade de ferro e fibras.
Os damascos são uma das melhores fontes de vitamina A, devido à presença de beta-caroteno. A vitamina A protege e mantém saudáveis os olhos e a pele, fortifica o sistema imunológico, e é um poderoso anti-oxidante. Três damascos proporcionam 30% da quantidade recomendada por dia de vitamina A. Eles também são uma excelente fonte de vitamina E, B2 (riboflavina), vitamina C e licopeno.  O licopeno, encontrado também nos tomates, é um anti-oxidante poderoso que ajuda a prevenir o câncer, doenças do coração e enfartes. Os damascos secos são ainda mais nutritivos, pois contêm todas estas vitaminas em doses concentradas.Entretanto, a parte mais interessante do damasco é seu próprio caroço.
Os melhores damascos do mundo vêm de Hunza, no Paquistão, onde os moradores têm uma boa saúde. A população de Hunza é considerada uma das mais saudáveis do mundo, com uma expectativa de vida de mais de 100 anos, e praticamente sem nenhum histórico de câncer. Seus habitantes mantêm uma boa forma sendo ágeis e ativos, física e mentalmente, e mesmo os mais idosos continuam praticando esportes, lado a lado, com pessoas bem mais jovens. A dieta destes paquistaneses consiste, naturalmente, de muitos damascos, sejam eles frescos ou secos. Também utilizam seu óleo para cozinhar e em loções faciais, e costumam comer os caroços, picados ou moídos, misturados com mel. A longevidade e a boa forma da população de Hunza foram atribuídas às altas concentrações de vitamina B17, conhecida como amidalina ou laetrile na sua forma pura, encontradas dentro do caroço do damasco, e que ajudam na prevenção do câncer. Os habitantes de Hunza consomem, por dia, entre 50-75mg  desta vitamina, e praticamente inexistem ocorrências de doenças do coração, pressão alta e colesterol. As sementes também são ricas em proteínas e gorduras. Outras fontes de amidalina são as amêndoas amargas, as sementes das maçãs, as sementes de uva, o painço (ou milho miúdo), as favas e outras sementes e grãos.
Uma curiosidade é que os Inuit (esquimós da região do Ártico) que ainda mantém uma dieta rica em vitamina B17 (de outras fontes que não o damasco) permanecem intocados pelo câncer, ao passo que aqueles que adotaram uma dieta mais ocidentalizada passaram a apresentar indícios da doença.

Abstracts
Apricots are one of the little known wonders of the fruit world. They are essentially a summer fruit, but widely available canned and dried. They are a rich source of iron, particularly dried apricots, which is of benefit to pregnant women. Iron is also essential for preventing anaemia. Apricots are also high in fibre, and due to their insoluble cellulose, and pectin, are useful as a mild laxative treatment, as the cellulose acts as roughage for the system.
They are one of the best sources for vitamin A, present in the form of beta-carotene. Vitamin A protects eyes and skin, keeping them healthy, builds a strong immunity system, and is also a powerful anti-oxidant. 3 apricots provide 30% of the recommended daily allowance of vitamin A. They are also an excellent source of vitamins E, B2 (riboflavin), and B3 (macin), as well as vitamin C and lycopene. Lycopene is a powerful anti-oxidant, helping to prevent cancer, heart disease and strokes, and is also available in tomatoes. Dried apricots contain all of these vitamins and nutritional benefits but in more concentrated amounts.

 

 
Autor
 
Chef Patrick Martin
 
Vice-Presidente de Desenvolvimento Educacional em Culinária, é o Embaixador Internacional do Instituto "Le Cordon Bleu". Com mais de 25 anos de experiência trabalhou no Le Doyen, Dalloyau e Flo Prestige na França. Ganhador de vários prêmios internacionais, supervisionou o desenvolvimento técnico e a abertura da escola de Tóquio e ajudou a estabelecer o nível profissional das escolas da França, Londres e Tóquio.
 
 

 
Os autores estão em ordem alfabética.

Este artigo é um resumo. O artigo em sua íntegra pode ser encontrado na revista Nutrição em Pauta, edição Set/Out/2007
 
Conteúdo Exclusivo para Assinantes
 
Este artigo possui a versão completa disponível no site. Se você possui uma senha de acesso preencha os campos do ítem Assinantes na parte esquerda do site.

Se você é um assinante da revista Nutrição em Pauta e não possui senha solicite já! Basta preencher os campos ao lado que enviamos
sua senha!
Solicite sua Senha
 
Nome Completo
 
E-mail CPF

 
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.