Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 1382 artigos encontrados em Notícias
 
 
6 benefícios do café para o coração
 
Consumir a bebida moderadamente pode fazer bem para a saúde cardíaca

O cafezinho nosso de todo dia – no meio da tarde, no intervalo do expediente, pela manhã ou à noite – pode trazer benefícios para o coração. A saúde cardíaca pode ser beneficiada com o consumo moderado da bebida. A expectativa é que o café regule a pressão sanguínea e evite doenças como infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

A bebida é benéfica por ser rica em antioxidantes. O café é rico em antioxidantes que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares como o infarto e o AVC. A associação da bebida com o aumento da pressão arterial é identificada em pessoas que fumam ou já possuem o diagnóstico de hipertensão.

Apesar de benéfico, o consumo de café não está totalmente liberado. O ideal é que o consumo seja moderado e não ultrapasse o equivalente a 500 ml por dia. Acima desta quantidade, pode aumentar a pressão sanguínea e aumentar os batimentos cardíacos.  Pode parecer muito esta quantidade, mas há países onde o consumo médio seja de quase um litro da bebida todos os dias.

Confira 6 benefícios do café para a o coração:

1.    Aliviar o estresse
Uma pesquisa publicada na US National Library of Medicine – National Institutes of Health aponta que a cafeína bloqueia os receptores que causam o estresse.
2.    Diabetes
Os ácidos clorogénicos e trigonelina alcalóide – presentes no café – ajudam na redução de glicose e insulina.
3.    Ajuda na perda de peso
A cafeína estimula a prática de exercícios físicos e aumenta o desempenho. Além de promover a queima de gordura.
4.    Imunidade
A grande quantidade de antioxidantes auxilia no fortalecimento da imunidade
5.    Humor
O café ajuda a melhorar o humor e estado de espírito. Além de combater a depressão.
6.    Faz bem ao coração
Pesquisas recentes confirmam que não há evidências de que o café faça mal para pessoas com doenças cardíacas.

Obviamente, como qualquer alimento, a cafeína pode provocar efeitos nocivos quando consumida em excesso. Por exemplo, grávidas devem evitar a bebida durante a gestação, pois ela pode atrapalhar o desenvolvimento neural do feto e colaborar com fatores de risco para outras doenças. Crianças e adolescentes devem ingerir no máximo 100mg por dia da substância.

Dr. Leonardo Brandão Précoma - Cardiologista do Hospital Angelina Caron - Campina Grande do Sul (PR)
 
 
 
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.