Esqueceu sua senha?
 
 
 
 
Busca Avançada
 
 
 
Receba as notícias da
Nutrição em Pauta
em seu e-mail
 
 
 157 artigos encontrados em Nutrição e Esporte
 
 
Aspartato Monometionina de Zinco como Marcador de Aumento de Testosterona e Força Muscular: Um Estudo de Revisão Sistemática
 
Zinc Monomethydin Aspartate as Testosterone Increase Marker and Muscle Force: A Systematic Review Study

Palavras - chave:
Zinco; Testosterona; Rendimento
Keywords: Zinc;Testosterone; Performance

RESUMO

A busca por recursos que viabilizem a melhora de rendimento vem sendo  conduzida há alguns  anos  dentro do campo da nutrição esportiva. Estudos mostram que os níveis reduzidos de zinco e magnésio em atletas têm ocorrido possivelmente pelo aumento da transpiração durante o treinamento físico associada a uma dieta inadequada. Este estudo tem como objetivo revisar as pesquisas existentes como forma de elucidar a tese de que a suplementação de Aspartato Monometionina de Zinco pode provocar o aumento de testosterona e força muscular. Trata-se de um estudo de revisão sistemática de literatura. Tipos de estudos – ensaios clínicos transversais e longitudinais prospectivos e randomizados. Incluídos artigos com estudos feitos em ratos e humanos. Estratégia de busca para identificação dos estudos. Estudo mostrou que doses altas de zinco de adicional de 30 miligramas por dia não gerou alteração nas concentrações de testosterona no soro em sujeitos. A partir da análise dos estudos existentes no que se refere à suplementação de Aspartato Monometionina de Zinco (ZMA) como co-fator para o aumento de testosterona e força muscular, pode-se concluir que a maioria dos estudos sugere que essa hipótese é considerada inconsistente. O que sugere a necessidade de maiores estudos, com maior período de tempo e população para averiguar a sua real influência sob a sua ação nos níveis séricos de testosterona em seres humanos.

ABSTRACT

The search for resources that enable the improvement of Sports efficiency has been conducted for some years in the field of sports nutrition. Studies have shown that reduced levels of zinc and magnesium in athletes have possibly occurred because of increased sweating during physical training associated with an inadequate diet. This study aims to review the existing research as a way to elucidate the thesis that the supplementation of Zinc Monomethionine Aspartate can cause the increase of testosterone and muscle strength. This is a systematic review of the literature. Types of studies - Prospective and randomized cross-sectional and longitudinal clinical trials. Including articles with studies done on rats and humans. Search strategy to identify the studies. A study showed that high doses of zinc added 30 milligrams daily did not cause changes in serum testosterone concentrations in subjects. From the analysis of the existing studies regarding the supplementation of Zom Mononethionine Aspartate (ZMA) as cofactor for the increase of testosterone and muscle strength, it can be concluded that most studies suggest that this hypothesis is considered inconsistent. This suggests the need for further studies with a longer period of time and population to ascertain their real influence under their action on serum testosterone levels in humans.

Recebido - 7/3/2017        Aprovado - 24/4/2017
 

 
Autores
 
Dra. Camilla Vitorino Santos Felipe
 
Nutricionista pós graduada em Nutrição Clínica pela Estácio de Sá e Esportiva pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão - IPGS. Experiência na área de docência, saúde pública e atendimento nutricional para esportistas.
 
 
Dra. Natiele de Sena Cerqueira
 
Graduada em Nutrição de Faculdade Regional de Alagoinhas (UNIRB), Pós graduada em Nutrição Clínica e Esportiva pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão , e Pós graduanda em Nntrição Ortomolecular pela Estácio de Sá. Experiência em atendimento clínico na área de nutrição Clínica, Esportiva e Ortomolecular
 
 
Profa. Cristiane Santana Sodré
 
Possui graduação em Letras Vernáculas pela Universidade do Estado da Bahia, especialização em Metodologia do Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação pela Universidade do Estado da Bahia e mestrado em Letras pela Universidade Federal da Bahia . Atualmente, é professora de Língua Portuguesa e Redação em Escolas Particulares de Alagoinhas, professora das disciplinas Leitura e Produção de Textos, Metodologia Científica, Projeto de Pesquisa e TCC na UNIRB, Alagoinhas.
 
 

 
Os autores estão em ordem alfabética.

Este artigo é um resumo. O artigo em sua íntegra pode ser encontrado na revista Nutrição em Pauta, edição Abril/2017
 
Conteúdo Exclusivo para Assinantes
 
Este artigo possui a versão completa disponível no site. Se você possui uma senha de acesso preencha os campos do ítem Assinantes na parte esquerda do site.

Se você é um assinante da revista Nutrição em Pauta e não possui senha solicite já! Basta preencher os campos ao lado que enviamos
sua senha!
Solicite sua Senha
 
Nome Completo
 
E-mail CPF

 
 
 

 
Nossos Patrocinadores
   
 
© Copyright Nutrição em Pauta. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.